28/12/09

No "enxovalho"


A maioria das vezes, não vejo TV. Mas, se vejo a dita, detenho-me num exercíco de observação, a que não consigo fugir.

O que nós é dado a ver sobre a realidade social portuguesa, principalmente nas televisões generalistas, é apresentado como se fosse um problema individual.

Assim, fala-se da pobreza, da falta de habitação, de crianças em risco etc., expondo sempre um caso individual, que provoca sofrimento, e cuja resolução passa, em primeiro lugar, pela realidade interna dessas pessoas.

Lá estão as Fátimas, as Júlias, os Gouchas, a apelar à solidariedade e força de vontade interna para ultrapassar " essa adversidade do destino", e apontam a força e a fé como meio, que os há-de levar à felicidade. Gastam-se horas, veinculando sempre a mesma análise dos problemas.

Quando saem de cena, e depois de desmaquilhados, apagam-se as luzes da ribalta, o olhar da câmara, e tudo volta ao mesmo. A caridade perdeu-se nos meandros da boa vontade e a força interior só leva a aceitar essa " vidinha , esse modo portuguesinho de se estar".

Estes programas, resultam na manipulação e controle de comportamentos, e de informações pessoais e/ ou colectivas, com criação de situações em que as pessoas desnudam a sua história, valores, segredos compulsóriamente, num processo mediático , e ainda assimilam comportamentos, valores princípios e informações, de forma acrítica e muitas vezes contrárias as seus interesses.

O constrangimento e a manipulação ocorrem , ainda que estas se sintam bem e contagiadas pelo clima agradável em que estes são produzidos. Mais, olham para a apresentadora como a pessoa " mágica" que terá todas as respostas para o seu sofrimento.

Mas, estes problemas são "coisas sociais", isto é, colectivas porque são fruto de uma organização social. A nossa sociedade ao se organizar de determinada forma, gera vários problemas sociais, que abrangem um determinado número de individuos, ou determinadas classes sociais. E estes só se podem resolver, mudando a organização social da sociedade. Individualmente nunca os conseguiremos resolver.

É por isso que a TV, é o objecto mais importante do enxoval, e não um electrodoméstico de elite. Ao cumprir uma forma de controle social, passando até ao vómito, essa forma de analisar os problemas, o seu preço tornou-se acessível à maioria das bolsas, mesmo a dos mais pobres, e os canais, mesmo os privados, são em sinal aberto.

É por isto também, que os governos e políticos são sempre tentados a controlar as mesmas. É o seu intrumento de trabalho e veinculação de informação mais importante.

Fica-se vazios mas, dá ânimo continuar a suportar esse vazio, porque produz a esperança que um golpe de sorte mágico, resolva as exclusões a que se foi sujeito, e que se transmitem heriditáriamente de pais para filhos, como a televisão no enxoval.

21/12/09

Amor com amor se paga!

Estive fora porém , nada de novo no "Reyno da Dinamarca".

A "bandalheira de sempre" continua com novidades quase sempre indignantes, mas este país é composto por um povo que anda muito distraído e bovinamente adormecido.

O sr. Sousa, que foi castigado pelos Deuses, sim porque aqui entre nós, os Deuses quando nos querem castigar concedem-nos um desejo, anda aflito e como não sabe muito bem o que fazer, resolveu dizer que não o deixam governar.

Se a menina Idalina mandasse, estava desterrado nas Berlengas a contar gaivotas.

Mas, Portugal destrói-se porque suporta estes senhores e está votado ao silêncio e nada parece perturbar esta harmonia podre. A verdade é que as coisas mais absurdas passaram a parecer, neste Portugalzinho absurdo, verosímeis, pese embora sejam particularmente fecundas em "filhas de putice". Tudo flutua nesta comunidade à beira mar plantada seguindo o seu curso habitual: Tudo é possível e permitido e até parece que a nossa memória colectiva sofre de amnésia .

Como Portugal mudou e no entanto se manteve imutável.

Deveríamos gritar a todos os ventos como a corrupção alastra em Portugal, a despeito da atitude displicente e inabordável com que a deixam alastrar. Há que atormentá-los pela pobreza que alastra; pelo silêncio com que tratam as questões cruciais da nossa vida; pela forma como envenenam e tornam insuportável o viver neste rectângulo.

Para cúmulo, tiveram a ousadia de delegaram num deputado de passado "nubloso" o suposto combate à corrupção em Portugal. Ricardo Rodrigues de seu nome, e a história toda está
aqui.

Sabem, mesmo que as coisas se tornem piores do que já estão, se a verdade for mais insuportável do que a meia verdade da hipocrisia; se se provar que os que ora estão em silêncio é que têm razão; mesmo que a frágil esperança que ainda nos sustenta der lugar a um desespero total, ainda assim, a tentativa de construir um país decente e asseado, vale a pena.

Eu não desejo viver da maneira que eles querem que eu viva .

14/12/09

Para não esquecerem !

Citações do meu gato !




"O governo do PS compõe-se de dois grupos: um formado por gente totalmente incapaz, e outro por gente capaz de tudo." Anónimo cheio de lucidez.

10/12/09

Esta gente é capaz de tudo ....


Mário Lino retirou 180 milhões de euros à Acção Social Escolar para pagar Magalhães


Que interessa que as famílias não tenham dinheiro para os livros, transportes,alimentação?
Que interessa que os pais dos meninos estejam desempregados ?
Que interessa que os meninos tenham frio na Escola e que estas estejam a cair de podres?
Que interessa que os professores não tenha condições de trabalho ?

O que interessa é o negócio do Magalhães, "a coroa de glória de um regime decadente e podre " em que tudo é usado em benefício de alguns,e sempre os mesmos.

Eu gostava de ver o sr. Sousa a ganhar o Ordenado Mínimo Nacional, a ter de pôr os filhos na escola oficial, e ao recorrer à Acção Social Escolar, darem-lhe um Magalhães para se governar ou na hipótese mais provável a levar um "Não" porque não há verba disponível...

Eles são muito "sensíveis"...ao poder do "negócio"

08/12/09

Fretes de "independentes"

Li hoje no jornal que o sr. Armandinho Vara vai ser entrevistado pela Judite de Sousa na RTP 1.


Está claro, que o homem vai ser um manancial de virtudes, para além dos habituais chavões : " Estou de consciência tranquila; estou inocente; é uma assassínio de carácter; tudo é fruto de espionagem política e o mais vulgar ... é uma cabala negra contra o seu grande amigo Sócrates". O homem será um santinho cheio de virtudes, e a Judite de Sousa com o seu sorriso "Pepsodent" fará mais uma favor ao poder xuxialista.



Mas, se aquilo que o Armandinho Vara vai dizer não me incomoda pela previsibilidade, já o facto da televisão pública , paga com o dinheiro de todos nós, convidar para uma entrevista um indivíduo que trabalha na privada, não exerce cargos políticos (assim à vista de todos nós), é arguido num processo judicial , parece-me absolutamente descabido . A haver uma entrevista deste teor, e relativa ao escândalo "Face Oculta " teria de ser com o sr. Sousa .

Assim, é mais um favor político de um homem que faz tráfico de influências, o que demonstra que a RTP é o braço da propaganda do Governo .


Vergonha meus senhores , é preciso... desde os jornalistas aos políticos .

Num país normal era um escândalo que levaria imediatamente à demissão do responsável pela RTP e o governo a ter de dar contas na Assembleia do sucedido. Em Portugal, o director da RTP será promovido e haverá mais dinheiro para os prémios de produtividade.

02/12/09

"Tô intrigada"


José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa mais conhecido pelo sr. Sousa "o só cretino" nomeou o irmão e o filho do pai que se encontram arguidos no caso " Face Oculta" para seu assessor, com efeitos retroactivos a 26 de Outubro . Os Penedos estão por todo o lado !

É "bonito" o conluio, o amiguismo e os outros eteceteras que todos nós sabemos .

Depois o sr. Sousa diz-se sempre inocente, um mártir da má língua e da coscuvilhice, em todos os casos que lhe acontecem mas, o homem têm "queda" (só não tem onde cair) para se rodear de quem não deve. Porque será?

Lá está!


Eles nunca foram muito convictos,era mesmo só uma questão simbólica.
O sr. Sousa conseguiu os seus intentos e já correu com o que restava do xuxialismo democrático, fosse lá isso o que quer que fosse, mas para o caso não interessava nada .

27/11/09

A história do Cristianismo

Um padre fugiu com uma paroquiana por amor. Foi bonito e gostei de saber desta lufada de ar fresco, neste país pasmaceiro e hipócrita, o que nos dá sempre alento .

O Dr. Catita das Neves deixou a história do Cristianismo, publicado na revista "Deo Ares Lusitani" no idos dos anos 70. Reza assim:


"Ao iniciar estas circunstânciais palpitâncias sobre o assunto em causa, deverei assumir uma posição de indelével imparcialidade hemisférica, itinerante e alusiva a tão pernóstico palpite existêncial.

Focaremos de seguida e detalhadamente, o aparecimento do Cristianismo, seus fundadores e membros da administração, seus ideais, suas perfurantes tentativas de integração na compacta massa anónima de responsabilidade limitada.

Todos nós nascemos mascarrados pelo pecado original, o pecado mais imitado, mas nunca igualado. Pois de Cristo, ipsis verbis Palmolive, muito se especulou, rebateu, contestou e discutiu, sobre a momentânea confusão rebarbativa, em alusão à sua provável progenitura, influenciada na criação homogénea e embrionária, respeitante à natural concumitância inerente a tão palrética textura.

Tudo isto é uma achega, que aconchega mas não chega. Aspergindo-se em alcoendricas meditações, as reconfuscadas coordenadas do seu espírito vertebral, derramaram emolumentos simétricos e eficazes sobre a carcaça desta comunidade pecadora, libertando-a por igual, dos malefícios sistemáticos e recalcados, infundidos pela divindade inimiga.

Quando eis que aparece radiosa na sua auréola lavada com Omo, a virgem deste mar de palha. Nessa venturosa altura, faz também a sua entrada o ardiloso profeta Moisés, protagonista sagaz do Antigo testamento, a favor do Colosso de Rhodes.

Arrastando à sua incomparável dialéctica, os cristãos das águas livres, enriquecem e convida os pertinazes acólitos para as bodas de Caná, em que aquelas costas vergadas pelo pecado, se endireitaram repentinamente sob os efeitos do excelso vinho.

Mas de uma maneira inesperada, o Cristo, definitivamente afastado dos métodos corporativistas, penetra na sala, transforma o vinho em pirolito, espeta duas cabeçadas no Moisés, sobe a mesa, vai converter os presentes, quando o Maomé, que se deslocara perniciosamente num dromedário de corrida, o interrompe, desbaldando-lhe a popularidade com uma excelência da sua barbosa enxúndia. Gera-se cristianíssima confusão. Altercados os câmbios patológicos da turba, Noé, palpitando o aparecimento do dilúvio, não tem tempo de construir a arca e morre afogado.

Tão palpitante barafunda dificultosamente prevista, e mais tarde detalhadamente analisada pelo " Borda D'água", veio alterar sectáriamente as vivências sedentárias, empíricamente enraízadas nas apopléticas cavernas corporais da proverbial camada trabalhadora.

Mas após tão desidratada balbúrdia, veio a calmaria contundente e festiva, evidente e psicossomático sintoma de que as metafóricas verborreias do colectivismo circundante, se paramentaram na contínua indolência da tropical latitude reconfusca.

Entretanto Caifás, primo de Sodoma e Gomorra, e partidário da Mafona industrial, converge os seus subreptícios interesses na perspico-bisbilhocaz exploração dos fascículos segundo S. Martinho do Porto.

Repentinamente, na suspitância morna do papel milimétrico, Jesus sobe a uma barcaça do Jordão e peremptoriamente descuidado na sua permante obstinência intestinal e famélica, desbalda-se em capitosas meditações sobre a reconversão hidrostática dos copiosos pecados dos fieis que, estarrecidos, tomados de um terror circunspecto e assaz, rojavam abundantemente as definhadas ossaturas nas arestas cortantes e metálicas do basalto da colina .

Eis quando Cristo que sofria de hereditárias apoplexias teológico-dogmáticas, de acentuada reconversão metafísica e décimal, se alcandora ao patronato caviloso em alusões de grande saber e virtude picantrópicamente alusivo-pegajosas.

Interrompendo bruscamente na sala, o Alfageme de Santarém, improvisa empiricamente sobre a massa e a matéria mas, confundido, às tantas nos meandros de tão melindrosa atitude, conclui com desenvoltura que , a acutilância ancestral de tão intercalada e subjectiva decisão, de verte ou cor de rosis pepsodent, já não tropo beni-multi se carece.

Alabastrosamente se conclui que a latitude existêncial de tão estreito e acanhado intelecto, não era uma metamorfose peristáltica mas, um estado de espírito convulsivo, o que originou a retirada de tão descritivo e remançoso orador, para o reconforto da catatumba."

21/11/09

O déficite

Segundo os jornais deste fim de semana o déficite deu uma "tareia" a Teixeira dos Santos, que o deixou com muitas nódos negras e até lhe partiu o sobrolho, tendo levado 8 a 10 pontos.
Mas nada disso impede o dito Ministro, reconduzido novamente pelo sr. Sousa, de continuar a sorrir, dado que ele sabe muito bem que somos nós todos que o vamos pagar o déficite, e ele continua com um chorudo ordenado acrescido ainda da renda de casa, porque o homem é esperto e mesmo tendo casa em Lisboa, o domícilio fiscal é fora de Lisboa .
E vivam os socialistas que se sabem orientar muito bem... é a máxima do partido....

20/11/09

Há partidos com sorte!

O sr. Sousa e o PS têm muita sorte.
Com o "varinha" consegue num abrir e fechar de olhos, controlar a comunicação social; financiar as campanhas eleitorais; gerir uma rede de influências ao mais alto nível e ainda transformar a sucata em oiro.


Prevenção da Gripe A

Nada como proteger-se como manda a DGS!
Mai nada !

19/11/09

O Livro deste Natal

Vai ser editado este Natal, com os cumprimentos do PS e do BCP .

15/11/09

Vida ascética


O sr. Sousa tem uma "malapata" contra a os Jornais em geral e contra os jornalistas em especial (excepto a sua namorada).

Tudo isto porque, desde que chegou a Primeiro Ministro, as trapalhadas são sempre mais que muitas, e nunca conseguiu explicá-las de modo a ficar isento de qualquer mácula . Mais, apela sempre para a Justiça sendo que os processos ou são arquivado ou prescrevem.

Agora temos a "Face Oculta" e mais uma vez a justiça dá de si uma imagem pouco digna .

Não me espanta que Sócrates e Vara "mexam os cordelinhos" para atingirem os seus fins. Não me espanta que façam tráfico de influências.

Ao fim e ao cabo, o cidadão, tem a nítida sensação que estes são os impunes da sociedade que, em cima do seu pequeno palanque, apelam sempre à justiça, nada constrangidos, nada engasgados para justificarem a sua impunidade.

O comum cidadão vê passar diante dos seus olhos, os seus negócios, abafados por isto ou por aquilo, e são assuntos delicados, daqueles segredos que toda a gente fala nas ruas.

Que podemos nós dizer: Que a seriedade morreu e aqueles que estão atentos, ficam com cara de parvos ? Para nada!

Eles podem fazer tudo e orgulham-se disso mostrando o peito inchado da hipocrisia. Eles sabem bem que em Portugal não há uma consciência colectiva, um sentido de honestidade e de ética.

E aqueles que no passado tudo também lhes foi permitido, com a sua velhice assegurada, apaparicada, mimada e um rico nível de vida, à custa de todos nós, gostam de dar lições de virtude, mística, e até vão à televisão apontar as mesmas soluções apregoadas anos a fio, e nunca concretizadas. E são adulados... e vivem uma velhice de extâse .

Os que agora estão no poder bebem a sua sabedoria e imitam-lhes o percurso. Eles também querem ser reformados de nascença. Assim que deixam o biberão, e o "kindergarden" logo no querido liceu, entram nas Jotas, de um qualquer partido de assento parlamentar, e conseguem com os seus amiguinhos, um emprego reservado à medida, e se for necessário fazem as " trocas de camisolas" necessárias . A gorda pensão camaleónica espera-os ao fim de 12 anos.

Se neste percurso, aparece alguma "cabala negra" apelam à opinião pública que têm sempre razão, sobretudo quando é estúpida, e às votações obtidas em actos eleitorais como legitimadores da "impunidade". Apelar à justiça já é um hábito, porque todos sabemos que inoperante, encontra sempre uma prescrição ou explicação para inexplicável.

Para o pobre português a vida mesmo ascética, ainda assim, é extremamente cara

14/11/09

Mais dois mimos!

A menina Idalina recebeu do blog Marcas de água o prémio Blog Instigante que destaca os Blogs que: além da assiduidade das postagens e do esmero com que são feitos, nos provocam a necessidade de reflectir, questionar, aprender e – sobretudo – que instigam almas e mentes à procura de conhecimento e sabedoria.

Desde já agradeço o mimo, faz sempre bem, e segundo o regulamento tenho de indicar outros blogs que instigam almas e mentes.

Cá para a Menina Idalina todos os blogs da barra lateral considerem-se osculados porque, de uma forma ou de outra, obrigam-me a pensar.


Recebeu também do blog Portugal dos Piqueninos o mimo "Este Blog Deixa-nos Agarrados". Brigado, José Espremido até ao Tutano .

13/11/09

A pedido!


A Portugal

 
Esta é a ditosa pátria minha amada. Não.
Nem é ditosa, porque o não merece.
Nem minha amada, porque é só madrasta.
Nem pátria minha, porque eu não mereço
A pouca sorte de nascido nela.
 
Nada me prende ou liga a uma baixeza tanta
quanto esse arroto de passadas glórias.
Amigos meus mais caros tenho nela,
saudosamente nela, mas amigos são
por serem meus amigos, e mais nada.
 
Torpe dejecto de romano império;
babugem de invasões; salsugem porca
de esgoto atlântico; irrisória face
de lama, de cobiça, e de vileza,
de mesquinhez, de fatua ignorância;
terra de escravos, cu pró ar ouvindo
ranger no nevoeiro a nau do Encoberto;
terra de funcionários e de prostitutas,
devotos todos do milagre, castos
nas horas vagas de doença oculta;
terra de heróis a peso de ouro e sangue,
e santos com balcão de secos e molhados
no fundo da virtude; terra triste
à luz do sol calada, arrebicada, pulha,
cheia de afáveis para os estrangeiros
que deixam moedas e transportam pulgas,
oh pulgas lusitanas, pela Europa;
terra de monumentos em que o povo
assina a merda o seu anonimato;
terra-museu em que se vive ainda,
com porcos pela rua, em casas celtiberas;
terra de poetas tão sentimentais
que o cheiro de um sovaco os põe em transe;
terra de pedras esburgadas, secas
como esses sentimentos de oito séculos
de roubos e patrões, barões ou condes;
ó terra de ninguém, ninguém, ninguém:
eu te pertenço. És cabra, és badalhoca,
és mais que cachorra pelo cio,
és peste e fome e guerra e dor de coração.
Eu te pertenço mas seres minha, não
 

Jorge de Sena

Mudam as moscas....


(carregue na foto para ler muiiiiiito bem) 

Mas a merda é a mesma!

Troquem "Estado Novo" por "Estado Socretino" e verifiquem.

10/11/09

Jorge de Sena

A Escuta e a conversa mole do sr. Sousa

Que aborrecimento! Estes juízes são mesmo mauzinhos .

Andavam a escutar o Vara e descobriram que o tipo fazia parte de uma rede de "troca directa" de favores, que beneficiava obviamente, os amigos. Estes reconhecidos,  acabam por dar "uma gracinha " tipo sei lá ... 10 mil euros, e geralmente em parques de estacionamento. Coisa banal e vulgar ... todos nós fazemos isso ...

Pois o problema, é que o sr. Sousa, amigo do seu amigo, costumava falar com o Armandinho, de temas banais como  a vida da  família, os amigos comuns, e até as carestias da vida nomeadamente a conta calada cada vez que abasteciam a dispensa. Então e não é que os "malandro" do juíz tirou várias certidões, e mandaram-nas  para o Supremo Tribunal de Justiça. 

Pimba! Mais um escândalo, uma peça de um puzzle que o sr. Sousa gosta de chamar " cabala negra" e que geralmente atinge-o sempre a ele, que é um modelo de virtude,ética, honestidade e até de lisura. Sim, porque a licenciatura; a Cova da Beira; o Freepó; as assinaturas dos processos na Câmara da Covilhã; os primos, tios e família; a casa da mãe e outros eteceteras que o povo se habituou, só existem para o difamarem. 

Agora, já não se pode ser amigo do Armandinho, que até foi tão honesto que suspendeu o mandato de administrador no BCP. 

Porra que é demais... Um homem já não pode fazer uma chamada a um amigo !!!!

Sr. Sousa: Vexa acha que a Menina Idalina come miolos de enchergão ao pequeno almoço? 

04/11/09

Só nos querem dar remendos e côdeas

video
Lembram-se ?
José Mário Branco " Remendos e côdeas"
Ainda se mantêm actual!

01/11/09

E depois querem confiança !


O governo do sr. Sousa está completo.  Tem ministros e os ajudantes de Ministros. Vai ser um "fartar vilanagem" a nomear os asssessores e os assessores dos assessores e todos os lugarezinhos vagos por esse país fora . 

Mas como se poderá confiar num governo que nomeia Vasco Franco para secretário de Estado.

Aqui fica só para lembrar.  É bom não esquecer o percurso destes senhores . 

31/10/09

O PS e os seus tentáculos!


Vivo num país a beira-mar desencantado. Já vivi fora e curiosamente senti-lhe a falta .


Os meus sentimentos nunca tinham mudado a respeito deste rectângulo esquizofrénico. Mas senti sempre, apesar de tudo, como que um desejo de compreender. Compreender esta brutalidade insane e sonsa que nos envolve. Enormemente, absolutamente. Esta pobreza miserabilista que nos persegue.

Estar fora pareceu-me então um formidável erro. Voltei, num dia de sol em que a luminosidade da cidade mais uma vez me cativou.

Porém, voltei a me reencontrar novamente com tudo aquilo que me levou a ir para fora. Este pequenino Portugal continuava igual a si próprio. Até quando duraria a sua loucura para que parassem esgotados? Meses? Anos? Quanto?

Talvez até à morte de toda a gente, de todos os loucos? Até à do último ?

Existem bastantes maneiras de sermos condenados à morte. Será esta uma delas?

Nem tudo se poderia ter evitado mas, a maior derrota, em tudo, é esquecer, sobretudo aquilo que nos trouxe a " morte", e nunca entender até que ponto pode ir a pulhice humana.

26/10/09

A posse

Discurso proferido pela soberana figura do Primeiro Ministro na tomada de posse, em dia de muita inspiração e acerto.

Senhor Presidente da República;

Senhor Presidente da Presidência da Assembleia da República

Outros senhores Presidentes do protocolo;

Senhores futuros ministros e futuros secretários de Estado;

Amigos do PS e lambe botas institucionais;

Meus senhores e minhas senhoras;

Outros indivíduos em geral

"É meu dever aceitar o cargo para que fui nomeado por sua Excelência, o Chefe do Estado, e pelos indivíduos em geral que, de forma tão consensual, votaram em mim para o presente cargo .

Não pensava voltar a tomar posse novamente no cargo que ora me empossastes porém, como vós sabeis, é cheio de humildade e modéstia que mais uma vez vou tentar conduzir os destinos do país, com o encanto pelo cargo que me conheceis .

Como da outra vez, todos acreditaram, agora posso eu acreditar que eles acreditaram e como tal, acreditamos todos, menos aqueles que não acreditam. Mas nisto de acreditar, acredita quem quer e pode, e há aqueles que não acreditam. É a essência do regime democrático.

As prioridades que estabeleci é tornar este país à beira -mar plantado, uma pátria que conte com os seus filhos na construção do TGV, do Aeroporto e de outras obras públicas e que mobilize este povo, sempre católico unido, na construção até da terceira auto-estrada para o Porto .

Mas nem só de obras públicas vive a Mota & Engil pelo que o caminho da evolução e do progresso é espinhoso e complicado, cheio de obstáculos, mas todos juntos saberemos ultrapassar a oposição que encontraremos pelo caminho para depois, na tranquilidade deste histórico país, podermos calmamente, e com orgulho, inaugurar todas as obras que foram feitas; aquelas que ainda irão ser feitas e até as que ficarão por fazer, essas sim indispensáveis.

Tenho a certeza que nada atrapalhará o português e sei, porque também sou português, e nunca me atrapalhei, e consegui, sem atrapalho, desatrapalhar-me para estar aqui outra vez, para servir desatrapalhadamente Portugal, porque esse é o meu dever.

E é meu dever realçar, sempre e mais uma vez, o valor do diálogo político, económico, social e cultural, para que a Pátria Lusa possa encontrar o seu lugar próprio e pioneiro no caminho do desemprego, da pobreza, da desigualdade. E quem for contra nós é porque está contra nós, e como tal, terá do Governo uma implacável indiferença e autismo .

Termino respondendo à pergunta do Manuel Alegre do PS, em forma de poema "Levam sonhos deixam mágoas/ai rios do meu país/minha pátria à flor das águas/para onde vais? Ninguém diz." e perante vós solenemente afianço que, se estávamos à beira do abismo, pois agora daremos um passo em frente. "

(guardou o sr. Sousa o papelinho onde escreveu o seu belo e elegante discurso no bolso falso do fatinho Armani, e jurou que cumpria fielmente as funções que lhe eram confiadas).

Uma batelada de deficientes cívicos


Estamos numa crise  social profunda.

O sr. Sousa difundiu-se a ideia que temos de humanizar a sociedade em que vivemos ou seja, ser solidários com os deserdados da sorte. Tal como ele o é, e o "so called" Partido Xuxialista.
 
O ser solidário, é assim um chavão de significados vários como: bondade; clemência; compaixão; caridade e abnegação.

O desemprego, a pobreza, a violência, entre outros tantos problemas, reduz-se para o governo ao " controle do déficit" e distribuição de lugares pagos magistralmente entre amigos, deixando para a anónima "sociedade civil", a dimensão social dos problemas, que serão sempre olhados, isoladamente e individualmente .

A organização da sociedade e a distribuição de riqueza produzida, nada têm a ver com estes fenómenos, dizem todos em coro, do alto da sua sabedoria neoliberal.

Assim, verificado o grau de pobreza necessário, cataloga-se o pobre, num desses itens de exclusão, podendo este usufruir das migalhas excedentárias dadas com tanta solidariedade.

Os pobres, desqualificados e ignorantes, devem perceber e aceitar, de cara doce e alegre, essas migalhas como dádivas do céu. Todos fazemos sacrificios mas, uns mais que outros....

Aqueles que refilarem, ou forem muito exigentes, são os feios , porcos e maus. São maus pobres ...

Os bons pobrezinhos, alimentam-se, vestem-se e lavam-se, e passam a ser de estimação para esses solidários. Até são expostos, mediaticamente, nas festas de angariação de fundos transmitidas na TV.

Massifiquem o Banco Alimentar. De que estão à espera? Vão ver que ainda dá lucro com um gestor nomeado da privada...

20/10/09

Nota pessoal à laia de partilha


Considero um milagre, que o amor e a amizade ainda permaneçam, neste tempo de vertigem, onde nada frutifica nem floresce.

Quantas vezes me surpreendi, por me cruzar entre a multidão de pessoas que existem, com aquelas que, de alguma maneira, possuíam as tábuas do meu destino. (Nunca soube, nem sei, se os reconheci porque já os procurava ou se os procurava porque estavam perto dos confins do meu destino.) E são esses, que me são indispensáveis.

Partilharmo-nos com alguém, não é necessariamente uma continuação de momentos uniformes idílicos. Porém, tudo o que é bom nessas horas irá revelar-se de uma preciosidade única nas horas de infortúnio, que sempre existem.

E a Menina Idalina perdeu um amigo.

Porém, quando aqueles que nos dão segurança, através dos afectos, estão perto de nós, sentimo-nos bem, e ao partilhar a memória autobiografica (o passado e as recordações), evita-se o fecharmo-nos em ruminações. Aprendemos a lidar com a dor e a geri-la reconhecendo-a como fundamental na experiência comum ao ser humano. Chama-se a isto partilhar a nossa humanidade e é essa partilha que nos fortalece e nos une.

Com o tempo esta diluir-se-á, porque tudo se passa na nossa cabeça, e os afectos são os nossos melhores antidepressivos. Fica-nos a doce recordação e a saudade.

Geralmente a maior parte das pessoas foge de si próprios e do sentir. Duvida dos sentimentos, esconde as necessidades e tem vergonha da sua humanidade.

(Embora todos nós desejemos ser livres, ao mesmo tempo, há alguns (muitos) em vários sentidos comprometidos com a hipocrisia, com o poder, com o medo. Mais, desejam até o reconhecimento, que os condena à eterna procura da aprovação desse tipo de gente, e dessa forma dominante de gostar, que nega as verdadeiras necessidades do amor e aconchego.)

Para sermos realmente vivos temos de sentir, não podemos limitarmo-nos a reagir.

Por isto tudo tenho de parar uns dias.

Volto logo!

13/10/09

Porque todos somos memória

Desenho de Carlos

"Sim, É o Estado Novo"

Sim, é o estado novo, e o povo
Ouviu, leu e assentiu.
Sim, isto é um estado de coisas
Que nunca antes se viu.

Em tudo paira alegria 
E, de tão ínfima que é,
Como Deus na Teologia 
Ela existe em toda a parte 
E em parte alguma se vê.

Há estradas, e a grande estrada 
Que a tradição ao porvir 
Liga, branca e orçamentada. 
E vai onde ninguém parte 
Para onde ninguém quer ir. 

Há portos, e o porto-maca 
Onde vem doente o cais.
Sim, mas nunca ali atraca
O paquete "Portugal"
Pois tem calado demais.

Há esquadra... só um tolo o cala 
Que a inteligência, propícia
A achar, sabe que, se fala,
Desde logo encontra a esquadra
É uma esquadra de polícia.

Visão grande. Ódio à minúscula 
Nem para prová-lo tal 
Tem alguém que ficar triste:
União Nacional existe 
Mas não união nacional.

E o Império? Vasto caminho
Onde os que o poder despeja 
Conduzirão com carinho 
A civilização cristã
Que ninguém sabe o que seja. 

Com directrizes à arte
Reata-se a tradição,
E juntam-se Apolo e Marte 
No Teatro Nacional 
Que é onde era a inquisição.

E a fé dos nossos maiores?
Forma-a impoluta o consórcio
Entre os padres e os doutores.
Casados o Erro e a Fraude 
Já não pode haver divórcio.

Que a fé seja sempre viva.
Porque a esperança não é vã.
A fome corporativa 
É derrotismo. Alegria.
Hoje o almoço é amanhã.

Fernando Pessoa em 09 de Julho de 1935 

04/10/09

O Topo Giggio dos xuxialistas


O Manuel Alegre transformou-se no " Topo Giggio dos Xuxialistas". 

Ele dá recadinhos, ele impõe coligações, ele é o detentor do caminho marítimo do xuxialismo sócretino". Ele acha até que o Sousa ouve-o com toda a atenção. Pobre ilusão!

Quem te viu e quem te vê? Isto tudo para ser o novo PR. 

Resta apenas a tua poesia dos velhos tempos de resistência e a tom melodioso da tua voz. 

É a vida, como diria o teu colega Guterres!

03/10/09

Tudo é permitido!


O Tó e o Zé, apadrinhados pela Roseta e o Alegre, resolveram escrever aos trabalhadores da CML, informando que se ganharem a autarquia, irão ser aumentados em Novembro. 

Eis aqui o rigor das coligações xuxialistas no seu esplendor. Vale tudo por um votinho!  Melhor dizendo a promessinha está orçamentada em 3 milhões de euros. A carta enviada aos trabalhadores da CML justifica os aumentos com as "diversas condicionantes" que levaram a que estes funcionários não beneficiassem de qualquer progressão na carreira desde 2004.

Olhem lá, na Função Pública também os trabalhadores não tiveram progressão na carreira desde essa data .

Mas a polémica não fica por aqui. É que, se António Costa diz na carta que a "expressiva maioria" dos 10.416 trabalhadores irá beneficiar deste processo, o director de recursos humanos, Rui Mateus, disse ao jornalistas que estima que sejam "cerca de 8.700" os abrangidos.Já o Sindicato  "desmente categoricamente" estes números: "A nossa proposta era que fossem todos, mas aquela que foi aprovada  deve abranger só cerca de quatro mil trabalhadores".

Propaganda pura e dura para enganar incautos.  

Mas será que neste país está tudo doido?

29/09/09

digo eu .....

Sr. Presidente:
Peça ao sr. Sousa um Magalhães e vai ver que o seu mail fica logo em segurança!

28/09/09

Estamos tramados !


O nosso bom zé -povinho deu a vitória ao Partido do sr. Sousa. Pese embora, em bom rigor, cerca de 65% dos portugueses não tenham votado nele, o facto é que temos de o aturar.

E como o dito para ganhar prometeu munfos e fundos, agora a Comissão Europeia irá abrir em Novembro um procedimento de "défice excessivo" contra Portugal.

Hoje o Expresso refere que "Bruxelas irá fazer uma série de recomendações, colocar Lisboa sob "vigilância orçamental" e avançar com um calendário para sair da situação de desequilíbrio das contas superior a 3% do PIB (défice excessivo), seguindo as regras que estão estipuladas no Pacto de Estabilidade e Crescimento da União Europeia. O período que será dado para corrigir o "défice excessivo" português será negociado com as autoridades nacionais "

Estamos tramados. Lá vão os mesmos apertar o cinto. Esperem pela pancada e depois não venham para cá chorar. Vão aumentar os impostos que ele acha que o povo merece é masoquista e sofredor, e vai muito lampeiro com o sr. Portas a ajudar, cortar a direito. Aumentará as taxas moderadoras; os descontos para a Segurança Social; o IVA , a gasosa, os transportes públicos e todos os eteceteras que estamos habituados .

Ah! mas que Xangrilá que Portugal vai ser ....

Estes três ...


Estas três alminhas vão-nos dar cabo da paciência .
Sim, o sr. Silva vai indigitar o sr. Sousa para o Governo.
Para que a coisa funcione é necessário que o sr. Portas alinhe. Claro que este vai alinhar, e se o sr. Sousa lhe der a Defesa ou até quiçá o MAI, ele ficará todo contente e dará todo o aval ao governo. ( Fardas é com ele). Vão até argumentar o interesse nacional.
Coitadinho do Alegre a pensar que o PS lhe iria dar a Presidência da República. Ó rico "fizeram-lhe a caminha" portanto, tire daí a ideia e ponha-a noutro sítio qualquer.

27/09/09

E agora José ?

Ganhou as eleições porém perdeu a maioria .
A pergunta impõe-se: E agora José ?
Vai para os braços do CDS com eleições daqui a dois anos ?

Sabe, há um provérbio antigo muito interessante : "Quando os deuses nos querem castigar concedem-nos um desejo ..."
Pense nisso !

25/09/09

Não voto no Sousa nem no PS!


Sr. Sousa: Agora que vamos estar dois dias sem campanha eleitoral, por mor da lei, pese embora o ter andado 4 anos a bombardear-nos com anúncios após anúncios, e nós a vermos que era campanha, e mais grave paga por todos nós, informo-o:
  1. Não voto em si, porque eu não sou uma eleitora típica socialista "possível", que é convencida pela propaganda que Vexa é o maior da cantareira.
  2. Não voto em si porque, que me lembre, nunca vi ninguém que conseguisse ser tão pouco inteligente quanto o senhor. Demonstrou em 4 anos de maioria absoluta toda a sua arrogância, intolerância e falta de ética. Mentiu descaradamente para atingir os seus fins.
  3. Não voto em si porque, entre outras coisas, destruiu o SNS e a Escola Pública .
  4. Não voto em si, porque aprovou o Código do Trabalho .
  5. Não voto em si porque as negociatas privadas, foram muitas e frequentes, com os seus amiguinhos.
  6. Não voto em si porque há meio milhão de desempregados
  7. Não voto em si, porque detesto medíocres.

E no Domingo espero ver desaparecer do Hotel Altis, em 5 minutos, os aduladores e bajuladores do costume...OK.

Olhe, e já agora, nós vamos votar em quem sabemos que está sempre pronto para a luta e não apenas para a luta possível... Capice!

24/09/09

Pois Zé ....

video

Sr. Sousa, pode fazer todos os olhinhos que desejar com jornalistas e eleitores para limpar a sua imagem e fazer esquecer as suas políticas, que eu não acredito que este povo seja tão burro que vote novamente no PS.

Portanto, dia 27 voltamos a falar. E olhe que falta só uns diazitos. A menina Idalina acredita que a sondagem que saiu hoje, e que tanto jeito lhe faz, talvez não seja bem assim....

Se Vexa e o seu partido ganharem estas eleições, pois digo-lhe com toda a sinceridade, que: se o sr. continuar a ser PM de Portugal pois, eu quero ser Sueca .

23/09/09

And the Winner is

José Sócrates
A história conta-se assim:

Os políticos em Portugal quando não gostam das sondagens dizem, com o seu ar mais sorumbático: " As sondagens valem o que valem..."

Mas, o sr. Pinto de Sousa adora sondagens, desde que lhes sejam favoráveis e adora propaganda.

Ora, o que eu não percebo é porque tendo recebido ele tão distinto prémio, ainda por cima da revista "Exame", não foi devidamente divulgado pelos jornais. Em bom rigor, os jornais vivem das notícias uns dos outros e da propaganda do sr. Sousa, mas deixarem passar semelhante honra não me parece bem.

Mas pronto, a Menina Idalina sempre atenta aqui vos deixa em primeira-mão :

José Sócrates foi considerado o PIOR Primeiro Ministro pelos portugueses, numa sondagem feita pela revista Exame, onde se faz uma radiografia aos governantes portugueses desde a adesão de Portugal à CEE, em 1995, até hoje .

And the OSCAR goes to .... José Sócrates

Parabéns! Foi mesmo merecido, e olhe que tinha como concorrentes só actores secundários entre outros Santana Lopes, Durão Barroso e António Guterres. O Cavaco não conta porque é actor de filme mudo.

22/09/09

"Two of a Kind"

Tá tudo a ressacar !


Este caso das escutas só pode ter acontecido porque todos, mas todos, devem andar nas sessões dos "alcoólicos anónimos e bêbados conhecidos ".
Quer dizer, primeiro publica-se uma notícia encomendada. Isto eu não estanho, já sabia que era assim.... Depois, dizem eles, de confirmrem tudo muito bem confirmado, publicam "Governo escuta PR".
Depois silêncio.
E depois do silêncio, o Diário de Notícias publica um e-mail revelando uma fonte de um outro jornalista e volta ao assunto das escutas . Revela que a fonte é um assessor do PR e diz o nome do dito o sr. Lima .
O PR diz que não é ingénuo de forma enigmática mas acaba a demitir o assessor.
O Partido Socialista diz do alto da sua cátedra " Viram nós somos inocentes... somos lá capazes de uma malfeitoria dessas!
E isto é tudo permitido no país do Sousa e do Aníbal .
Sr. Jornalistas: Nem ao jornal Público nem ao jornal DN esta notícia fica bem. Onde está a vossa deontologia ?
Mas, ainda fica pior ao DN, porque revelou uma fonte de um colega e isso devia ser sagrado.

20/09/09

Alzheimer político

Não sei se já repararam mas esta campanha eleitoral é muito "sui generis".

O sr. Sousa encarnou a oposição ao seu próprio governo de 4 anos e maioria absoluta. Ele pode fazer tudo o que quis, mas diz que não pode e portanto, promete fazer agora. BAH! "Josézito já te tenho dito que não é bonito andares a enganar-me " Lálálá

Neste guião, o homem consegue "travestir-se" de esquerda, apregoar que é a esquerda em Portugal e ainda mais, resolve dramatizar e acha que as eleições se resolvem entre ele e a Nela Mimosa.

Hoje espantei-me porque o sr. Sousa até acha possível fazer um governo com o Bloco de Esquerda e até conta com o aval do sr. Mário Soares e Manuel Alegre, que acha que é o governo de esquerda possível. Por sua vez o Bloco até vem dizer que distingue muito bem e não gosta é do PS de Sócrates .


Ora, eu fico completamente "esmagada" com a capacidade que estes políticos apresentam.


Sócrates durante 4 anos com maioria absoluta fez sempre uma política de direita. Empobrecia os portugueses e depois criava assim umas politica sociais de caridade, para amenizar. Ir ao fundo da questão ... nunca . Aliás se olhar para o tempo recente eu nunca vi o PS governar à esquerda, e muitos já foram os líderes que por lá passaram. Eu não sofro de Alzheimer político!

Portanto não percebo o que o Bloco pensa nesta matéria. Calhando que o sr. Sousa seja derrotado (isso eu também achava que ele merecia) e depois os socialistas mandam-no embora, e o sr. Costa e sr. Alegre sobem à governança dos destinos do PS. Costa como futuro PM e Alegre como futuro PR.

Estes acordos muito tácitos com cenários muito elaborados, frios e calculistas ...dão-me cabo dos nervos.

Mas, porque será que enerva tanto o multipartidarismo, governos minoritários com acordos parlamentares nas política concretas a desenvolver?

Eu aviso já, tenho um voto e não gosto de desperdiçá-lo em ambiguidades.

15/09/09

O "Inginho" fedorento

Estamos mesmo em campanha. O que eles fazem por mais um votinho é indescritível.

Ontem o sr. Sousa nos Gatos Fedorentos foi mesmo um "Injinho".
Sorriu, brincou, estava um doce. Tudo para ver se nos faz esquecer a intolerância, arrogância e o mau feitio que o caracterizou durante 4 anos de governação .

Ó sr. Sousa, olhe que o pessoal não esquece, o que Vexa é na verdade nem tão pouco as suas políticas. Não "pegou" ir aos gatos para se humanizar.

E já agora ficamos esclarecidíssimos ao saber que admira o Sarkozy. Nós percebemos como o sr. admira a direita ....

Estamos conversados .

14/09/09

É oficial

Depois de muito laboriosamente ter dado cabo da Educação, humilhado todos os professores e conseguir a proeza de ter toda a gente contra a sua política , o sr. Sousa aflito com as sondagens e os votos resolveu despedi-la.

A senhora vai para a rua depois de ter deixado a Educação e a Escola Pública completamente de rastos porém, com um subsídio de integração que lhe dará para pagar a casinha que comprou na Av. Roma.

Mas dizem as más línguas que o sr. Sousa tem um rol de gente do PS nomeadamente a Margarida Moreira, de má fama mas lambe-botas do chefe, para a substituir
.

Ele não desiste !

A Manipulação em movimento

O sr. Sousa tem muito dinheiro para gastar em propaganda e uma máquina bem organizada. Em bom rigor ele esteve estes 4 anos a organizar a propaganda sempre com todos nós a pagar pelo que não iria agora deitar tudo a perder.

Mas se ele tem um palco todo janota para fazer os comícios, precisa de preparar a salinha para que a coisa resulte. Sim porque o palcozinho dele está cheio de militantes para dar a ideia que todos afagam o líder e o envolvem em carinho. Mas, se ele dependesse da vontade das pessoas, calhando ninguém iria aos comícios dele. Assim, porque homem prevenido vale por dois, arranjou uns autocarros que enche de idosos, com almoço,viagem à borla e muitas bandeirolas .

Esqueceu-se foi de dizer aos ocupantes dos autocarros que deviam ser como ele, mentirosos. Assim, sempre que perguntam a um desses passageiros eles põe logo tudo em pratos limpos. Estamos aqui em excursão de borla .

Triste país o meu que tem um futuro ex-primeiro ministro que gasta milhões de euros para se promever quando tem 20% de pobres e cerca de 10% de desemprego.

São insensibilidades que deviam pagar-se caro.

10/09/09

Um Mimo aditivo


Os blogs Portugal dos Piqueninos e Marcas D'Água andaram a mimar-me considerando a Menina Idalina um blog viciante . Brigado C. Paulo e José Espremido até ao Tutano.


Mas o mimo tem regras e a Menina Idalina têm de assumir três compromissos para o futuro , colocar o selo no blog e indicar 10 blogs viciantes.


Valha-me a Santa Pechinela, que isto de assumir três compromissos até parece que estou em campanha mas aqui vai, coisas simples, porque a idade não permite grandes avarias:


1º- Acabar de ler " O Homem sem qualidades" do Musil ( já vou no 2º volume)
2º- Acordar durante 10 dias sempre que o sono acabar ( eheheheh)
3º- E este é um compromisso sagrado - Não abdicar nunca dos meus princípios

Agora o mais difícil, escolher os blogs. Se me permitem aqui vão os cinco primeiros e todos os outros blogs da barra lateral em "exaequo" estão nomeados:


O Trio da desgraça


Este trio está literalmente em bicos dos pés para tomar conta dos negócios do Estado .

Acham que multipartidarismo é dividir os negócios e lugares entre eles, tolerância é suportarem os "boys e girls" uns dos outros, e democracia é votar de 4 em 4 anos, como se habituaram também neles .

Em momentos de aperto estão sempre de acordo na salvaguarda do sistema político e económico. Em nome da sua estabilidade chegam a vetustos entendimentos sempre iguais mas aparentemente diferentes, para refrescar a mensagem.

Nestes 30 e tal anos da sua governação conseguiram a proeza de Portugal ser um dos países mais pobres da UE; alargaram o fosso entre os ricos e os pobres e em simultâneo permitiram que a corrupção alastrasse, isto para só falar de alguns aspectos mais simbólicos

Continuo espantada como muitos ainda acreditam nestas "aventesmas" e conseguem votar nelas. Há gente com muita fé!