30/10/07

Escutas telefónicas

Por causa desta polémica das escutas, e eu não gosto nada de cuscovilheiros, mas a educação impõe-se, é que agora sempre que atendo o telefone ou telemóvel digo :
" Olá a todos ..."

28/10/07

Um "Asuponhamos"

Parece, parece e a Menina Idalina acha possível com este governo, que há novas modernices nos impostos.

Eles querem cobrar muuuuuuuuuuuuitos impostos para os gastarem muiiiiiiiiiiiiiiito mal, e vai daí pensaram que uma boa forma é "cobrar créditos futuros " isto quer dizer, dívidas que ainda não existem, a um contribuinte em falta .

Imagino-me a ir ao Talho comprar um franguinho e ter de o pagar na Repartição de Finanças, por ordem do todo poderoso Fisco , ou então mudar de talho....

Que mais irão pensar?

25/10/07

Ex-titulares de cargos políticos com reformas para toda a vida

Pois é... Os funcionários públicos e restantes trabalhadores têm sempre de apertar o cinto, pagar os impostos e cara alegre.

Estes senhores - políticos- tratam da vidinha deles numa boa ... e nós todos a pagar.

Para obterem esta pensão vitalícia (EUFEMISMO DE REFORMA), começou por ser necessário exercer as funções, após o 25 de Abril, durante, oito ou mais anos consecutivos ou interpolados. Reparem que no consulado socialista aumentou para 12 anos. Bom, a isto chamam eles moralidade . Eu chamo outra coisa....

Este é o rigor do sr. Pinto de Sousa . É escandaloso.

Nós pobres, cada vez precisamos de mais anos de TRABALHO, para termos uma reforma de miséria, e
stes senhores recebem por não fazerem nada, uma prestação mensal de 1751 euros.

E não vos apetece exterminar estes porreiraços?

23/10/07

Porreiro Pá

Porreiro Pá, com o tratado a Europa está mais forte , porreiro pá.
Este é o tratado do " Porreiro Pá"

22/10/07

E papai pagou...

Papai aborrecido, com a forma caloteira como seu filhote estava a lidar com a dívida ao Banco de Papai, pegou no mealheiro de filhote, e pagou a divida de 12 milhõezitos de Euros, ao banco, cujo papai era dono, não sem antes,o calote ter um parecer jurídico do mano Rodriguinho, para o banco de papai considerar a dívida incobrável. Eles só queriam compôr a mesada que papai dava e Filipinho para este se sentir integrado na high society, na família e não ficar traumatizado e não sofrer.

Mas, papai castigou filhote, depois do escândalo, como mandam as boas regras de educação, e disse-lhe com voz doce de tolerância:

-Filipinho, fica sem mesada durante 3 meses e sem ver o Prof. Marcelo durante 15 dias . Nas férias vai trabalhar em Gibraltar no "off-shore" .
Acrescentou, mais um conselho avalizado pelo saber de experiência feito:

- O menino para a próxima não use o Jardim, fique-se só pelo Vasconcelos, e veja se têm um testa de ferro que seja o " bode respiratório" em caso de conhecimento público.

Isto é que é carácter, sentido ético apurado e educação refinada....

21/10/07

Extraordinário

O sr. PGR diz que o seu telemóvel deve estar sobre escuta .
E ele não faz nada? Mas deu uma entrevista a dizer isto.
Ora, quem escuta quem, porquê e com autorização de quem ?
Bom, é a nova moda . Estar em lugar de decisão e dar entrevistas quando não querem, não podem ou não sabem resolver o problema .
Demita-se ! Fazer fretes devia ser inconstitucional . (mas também a constituição não se cumpre....)

Não tinham onde cair mortos ...


Era uma vez uma sociedade de «off-shore» sediada em Gibraltal: Crystal Waters era o seu nome e Filipe Jardim Gonçalves o seu sócio principal.

A Crystal Waters detinha a Passo a Passo, que por sua vez também controlava a Vasconcelos & Vasconcelos (SPRINT).

Filipe Jardim Gonçalves é filho de Jorge Jardim Gonçalves, irmão de Rodrigo Jardim Gonçalves e primo de Francisco Miguel Vasconcelos Pereira.


Para expandir e desenvolver os negócios, Filipe Jardim Gonçalves contraiu diversos empréstimos junto de uma instituição bancária que lhe era familiar: o BCP.
Filipe tinha um homem em quem confiava: Tiago André Tico Coelho, gestor de várias empresas e sociedades em que Filipe participava. De algumas empresas, Tiago chegou mesmo a ser sócio.

Um dia, quando tudo começou a correr mal e as dívidas acumuladas eram já mais que muitas, a conta corrente de Tiago, entretanto caucionada, foi alvo de procedimento jurídico por parte da instituição BCP. A família está para o que der e vier, já sabemos.

Contudo...Eis que Filipe, preocupado, procura um escritório de gente da sua confiança:o AM&JG. Para seu advogado escolhe José António Alves Mendes, membro supranumerário do Opus Dei. Ora , o seu sócio é Rodrigo Jardim Gonçalves, seu irmão. Sim, é isso que está a pensar, leitor: a sociedade de advogados do seu irmão irá defendê-lo numa questão relacionada com o banco do seu pai.

Alípio Dias e Filipe Pinhal ,à data dos acontecimentos (finais de 2004), membro do conselho de Administração e vice-presidente do BCP, respectivamente, sentaram-se à mesa de negociações com Alves Mendes.

Verificando que se tratava de gente que não tinha onde cair morta
Departamento Jurídico, na pessoa do seu Director, Carlos Picoito (membro supranumerário do Opus Dei), propôs que as dividas contraídas por aquelas sociedades fossem declaradas créditos incobráveis.

A decisão tomada pela Direcção do BCP foi favorável à proposta de Carlos Picoito. Pouco tempo depois, Jorge Jardim Gonçalves deixou o cargo que ocupava nom Banco.

O que declarou Jorge Jardim Gonçalves sobre o assunto?
Não sei de nada, as questões com clientes não passaram por mim.

( Esta é a história breve e resumida de um benemérito.)

E o Estado que não quer ir aos lucros fabulosos da banca cobrar impostos. Pudera... É tudo gente que não tem onde cair morta.

Que semana ...

Anda uma pessoa atrapalhada a retocar o Centro de Dia, cheia de falta de tempo sempre a correr, e a semana que passou apresentava-se tão cheia de coisas interessantes para comentar.

Tá claro que o sr. Pinto de Sousa notou a minha falta.
Nós cá não notaríamos a falta dele, se decidisse ir embora como o sr. Barroso.
Eu acho que até a frase que ele deixou escapulir " Porreiro Pá" queria dizer: " Ó Zé ( dirigia-se ao sr. Barroso) assim, já tenho garantido um tacho vitalício lá em Bruxelas, onde me irão apreciar devidamente .

Sim, porque foi uma machadada para o seu ego, quando os 200 mil portugueses se manifestaram. Ele percebeu bem que deixamos a fase de anomia, e agora tem de se haver connosco. Mais, também percebeu que já não pegava dizer que era só gente do PC.

Tramado que estava, remeteu-se a um silêncio e pensou com os seus botões que o melhor era mesmo ir viver para Bruxelas.

Eu cá punha-o a viver em Chelas, a trabalhar sem contrato e horário definido numa empresa pública, tipo EPE, com o ordenado mínimo. Veríamos logo, como ele perdia a arrogância e ficava na "merda" por pertencer aos 2 milhões de pobres que este país têm.

Queria ver se a engenharia sanitária lhe dava para alguma coisa, ou ia a correr para a Câmara de Castelo Branco , exigir o seu lugarzito de volta, na Função Pública que ele tanto odeia.

15/10/07

Apetecia-me .....



Pagamos uma taxa de audiovisual na factura da EDP.

Isto dá-me nos nervos , porque eu já pago impostos e tenho de pagar taxas e taxinhas e mais impostos dissimulados . Tenho de pagar e não bufar, porque a justiça é cara e as leis são sempre muito adaptáveis .

Eu pago, para a RTP fazer serviço público, que não faz.
Eu pago, mas a RTP tem publicidade, e não devia ter.
Eu pago, para a RTP ser independente e imparcial , e parece que esta é assim um dos veículos propagandisticos do Governo, do futebol, e não devia ser .

Mas este governo é maquiavélico e pensa em tudo para nos ir buscar mais um "eurito" que esbanja incontrolávelmente, sempre a favor daqueles que já têm demais.

Assim, segundo parece vamos passar a pagar IVA sobre a Taxa de audiovisual .

Apetecia-me mesmo mandá-los ...

IGUAIS MAS DIFERENTES

S alazar
O utrora
C aiu
R egressou
A gora
T ransformado
E m
S ocialista.

14/10/07

Estou em obras

A retocar o Centro de Dia, virei assim que puder .
Segue-se um "piqueno" intervalo

09/10/07

Que pena ... Já não há Hotel

Soube-se que o HOSPITAL de SANTA MARIA, na requalificação do edifício, já não vai construir o tão famigerado Hotel, em virtude de ter tido muita contestação. Mas que aborrecimento. Bom, podem sempre construir um Centro Comercial.


E eu já a imaginar o Hotel, a fazer promoções dando a quem aí se instalasse num pacote de 3 noites , uma TAC e visita guiada à urgência de borla.


Bom, mas como a requalificação custa 130 milhões, embora seja uma ninharia para as actuais contas,que estão a dar lucro, sugiro que façam antes um parque de Campismo assistido , para os ciganos que costumam acampar nos jardins do dito. E se cobrem taxa moderadora de estacionamento, ainda ficam com mais lucro.


E já agora, ainda na matéria poupar, sugiro que em vez de fazerem a cozinha nova usem " a BIMBY". Sim a Bimby faz tudo na cozinha e dispensa muitas cozinheiras e afins. E só custa um euro por dia .... é verdade que durante muitooooooos dias.

Se precisarem de demonstração digam que eu mando logo, e ainda fico com a minha de borla .

O Ministro da Tutela haveria de gostar de inaugurar a dita cozinha, com uma fieira de "Bimbys" louvando, no discurso inaugural, a iniciativa e criatividade dos gestores da privada.

Sou toda ouvidos

Sou toda ouvidos.
Quero ouvir com toda a atenção a explicação dada pelo Governo e RTP no que respeita à afirmação feita pelo José Rodrigues dos Santos em entrevista ao 'Público' e um artigo publicado no 'Diário de Notícias' sobre o tempo em que foi director de informação da RTP e as interferências governamentais no canal do Estado.
Quero ver a lata deles e a cara de pau que vão ter.
Culpa também de alguns dos jornalistas (convém ressalvar porque ainda há neste país excelentes jornalistas), que muitas vezes vendem a sua independência por um prato de lentilhas.
E quero também, ver e ouvir, o que os jornalistas dizem da ocorrência .
O JRS, esse já têm um processo disciplinar, metodologia muito usada pelas chefias, quando se querem resolver um assunto e dar-lhe uma aparência de legalidade. É assim como " um auto de fé" reciclado.

Ao ponto a que isto chegou

O sr. Pinto de Sousa vai a uma escola na Covilhã , 3ª feira. Como os comunistas estão em todo o lado, melhor dizendo , como os manifestantes estão em todo lado, e ele está farto de ninguém lhe agradecer , de o maltratarem, para não ter aquelas vaias, desta vez :
ESPANTEM-SE...
( não... não fez figas o caminho todo...)
Mandou a PSP vasculhar as intenções à sede do Sindicato dos Professores da Região Centro e em simultâneo coagi-los a deixarem o sr. Pinto de Sousa fazer um passeio pela sua terra. ( carregue no link do título pra ler a notícia no Expresso)
Ao ponto a que isto chegou.....

08/10/07

Grande amblíope de sorriso galináceo

O sr. Pinto de Sousa cada vez que é vaiado pela populaça, nas inaugurações que faz, diz que são comunistas do PC.
Teve de dar um leve sorriso galináceo quando o sr. Jerónimo do dito partido lhe disse, que " se tivessemos tantos comunistas seriam eles a maioria governamental."
O sr. Pinto de Sousa anda a ver comunistas por todas as esquinas . Que grande, grande amblíope de sorriso rosa me saiu .

Eu não disse ....

O Povo pode manifestar-se contra o fecho das maternidades, centros de saúde, SAPs, Urgências, taxas moderadoras etc, que nada demove o ministro da tutela nem o sr. Primeiro Ministro.
A Igreja com a nova lei da liberdade religiosa e com as capelanias hospitalares avisou, e logo o sr. Primeiro Ministro chamou logo a si o dossier e vai negociá-lo pessoalmente.
Eu tinha avisado.... Estes tipos só tem medo daqueles que têm poder .
Pena é que o Zé-povinho não perceba e deixe de votar neles. Sim, com os votos dos padres e freiras não tinham maioria ....

Fome insaciável pelo vil metal


"Domingos Névoa é acusado de corrupção passiva por ter emprestado os 50 mil euros, em 2002, a Luís Vilar, vereador da Câmara de Coimbra e presidente da concelhia socialista, que deu como contrapartida o voto favorável à construção de um parque de estacionamento na Baixa da cidade, numa zona conhecida por ‘Bota Abaixo’."
Et voilá! Mais um. E o PS caladito para ver se a onda passa.
O paradoxo é que são os mais pobres sempre que votam neles.
Burros , nunca mais aprendem...

07/10/07

Pois é ...

Devíamos passar este vídeo constantemente na Televisão. Só para não esquecermos . Mas, em Portugal trata-se mal as crianças, os velhos e os animais . São nervos tugas.

O sr. Vieira não tem dinheiro para este tipo de publicidade. O dinheiro foi todo para as "Novas Oportunidades" que são velhos programas de desempregados , com a variante da tecnológica da venda de computadores.

Tomem!


Por causa de um inenarrável contrato assinado em 1994, a Lusoponte tem o exclusivo rodoviário na travessia do Tejo a jusante da ponte de Vila Franca de Xira. Quem negociou tão original contrato? O ministro das Obras Públicas, Engº. Joaquim Martins Ferreira do Amaral.

Quem é que está contente? O presidente do Conselho de Administração da Lusoponte, Engº. Joaquim Martins Ferreira do Amaral.
Isto é tudo feito dentro da maior ética, nós é que temos a mania de ver coisas onde elas não existem.
( Até o meu gato sabe)

Obviamente, demitia-o

Hoje saiu no DN que demora meses para confirmar cancro colorrectal . Chega para o demitir .
Mas, o sr. Ministro só quer o SNS para pobres e o resto para ricos. É por isso que anunciam-se grandes investimentos nos privados. Esses grupos só investem por uma razão: sabem que a política actual conduz ao definhamento do SNS. Voltamos ao tempo de Salazar, com uma diferença: já não é preciso o atestado de indigência para ter atendimento gratuito.
António Arnault em entrevista.

06/10/07

Tenho muitas dúvidas sim....

A ex- provedora da Casa Pia , um dia antes de deixar a instituição , escreveu ao PGR, dando conta que os "abusos sexuais a menores continuam". E diz, numa entrevista ao Jornal " O SOL" que :
  1. Não tenho dúvida nenhuma de que ainda existem abusadores internos na Casa Pia.
  2. Tenho fortes suspeitas de que redes externas continuam a usar miúdos da Casa Pia para abusos sexuais.

Ora, quando se ouve isto surgem logo várias perguntas, que infelizmente a jornalista não soube ou não quis fazer:

  1. O que fez a sra Provedora da Casa Pia como responsável da instituição, se teve uma mandato para proteger as crianças e repor o nome da instituição?
  2. Teve carta branca para alterar todo o funcionamento e fazer alterações para que nada se repetisse?
  3. Se não lhe deram as condições e a equipa que considerava adequada, porque não denunciou a situação a quem de direito e se demitiu em sinal de protesto?
  4. Porque é que só um dia antes de ser demitida denuncia o caso à PGR ? ( não pela denuncia mas pelo timming). De certeza que isso não começou a acontecer nessa altura, e não me parece que as suas funções fossem a investigação.
  5. A investigação é um caso de polícia portanto, deve-se perguntar o que a polícia investigou no seio da instituição ? E como ela articulou com a Polícia ( neste caso PJ)? Se não houve investigação no seio da instituição, só posso pensar que " algo vai mal no reino da Dinamarca".
  6. Se os meninos e meninas , que estão em regime de internato, saem da instituição à noite, quais os mecanismos de controle que implementou para que tal não aconteça? A responsabilidade última é sempre da provedora. Que fez a dita senhora para saber quem o permitiu, em que turno e como ? E não venha com a desculpa de falta de pessoal. Leia o ponto 2 e perceba que a responsabilidade é sua .
  7. Se são meninos/as externos( regime de semi-internato, que à noite ficam com os pais) que tipo de acompanhamento faz a Casa Pia as famílias dos seus alunos e porque não denunciou essas situações à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens ?

São algumas dúvidas que se levantam, e não me espanta que a jornalista não as tenha feito. E eu como cidadã , só queria mesmo saber a avaliação da ex-provedora da Casa Pia relativa ao seu mandato e não me interessa para nada o seu percurso de vida desde a infância .

Mas , em Portugal toda a gente gosta de mandar "merda para a ventoinha". Depois gritam, choram, vitimizam-se porque se sujaram todos mas, ninguém quer efectivamente desligar a corrente, e criar um ambiente saudável.

Senhora ex-Provedora da Casa Pia , devia saber que rebolar na merda não é a melhor maneira de se lavar.

04/10/07

Notícia de última hora


A ASAE tá em todas ...

Cozinhas à portuguesa com todos....

A ASAE resolveu, e bem, fechar as cozinhas de vários hospitais, por razões várias, e o pessoal imagina as causas :

Porque estava tudo no mais puro do asseio e assépsia, porque a lei é sempre cumprida nos serviços do Estado, porque embora os orçamentos sejam reduzidos, os gestores optam sempre, prioritáriamente, por obras necessárias e não por abrilhantar as entradas e fachadas, portas e portinhas, logotipos cheios de corezinhas e santas estilizadas e mais aquelas coisinhas que não têm dia nem hora ....e servem para gastar o dinheiro e abrilhantar o percurso que fazem para o seu gabinete.


Mas eu acho que a verdadeira razão, verdadeirinha razão, é que os gestores foram todos ver o " Ratatouille" e pensaram que o filme tinha sido inspirado nas suas cozinhas . Incharam o peito ufano, o orgulho transbordou e a alma narcísica desabrochou fálicamente .


Agora, estão muitíssimo aborrecidos... a ASAE ir às suas cozinhas.....


Pobre e doente , que são os utilizadores do SNS, precisam lá de cozinhas decentes. Mais, deviam era trazer comida de casa, que sempre é mais apaladada e adapatada ao gosto individual e se revela uma medida humanizante, estruturante e determinante para o bom acolhimento do doente .

Para além disso, só têm de ter dinheiro para pagar a taxa moderadora do internamento dado que Hospital não é Hotel, que são tradicionalmente frios e impessoais, e não sobrecarregarem o pessoal com idas desnecessárias a Consultas e Urgências.

O sr. Correia de Campos nem abriu o piu. Podia muito bem dizer, que a culpa é dos médicos por não cumprem os horários e que, com o controle biomético que está a implementar, eles podem trabalhar calmamente nas cozinhas das unidades de saúde privadas. Era 1º página de jornal garantida.

A Ordem dos Enfermeiros, sabe a menina Idalina de fonte limpa, ( só podia nesta matéria ser fonte limpa), vai protestar e exigir que a cozinha seja gerida por uma enfermeira chefe e duas adjuntas, porque só elas são fieis defensoras da assépsia e higiene hospitalar.

01/10/07

Choveu - alagou

Choveu mais um bocadinho e ficou tudo alagado. O pessoal já está habituado. Quando não são os incêndios no Verão, são as cheias no Outono.

Eu sugiro às Câmaras deste país, para trabalharem com a eficácia, e angariarem os votos necessários para a reeleição, que comprem uns helicópteros para desentupirem os algerozes e submarinos para as sarjetas.

A mania da grandeza ficava assim satisfeita. Tinham comprado em grande e desenvolvido a santa terrinha.

A eficácia das pequenas coisas são de somenos importância para este pessoal político.