03/09/06

Noite de Fados - Uma pérola do HSM


Encontrei esta pérola no site do Hospital de Santa Maria .
( carreguem no nome do post e terão acesso integral a este naco de prosa.)


Refere-se a uma noite de fados e o sr. Carlos Gamito descreve assim o evento :

"O adormecer suave do Sol naquele dia 16 de Dezembro de 2005, abriu as portas a uma noite transparente mas muito fria.

No céu, iluminado pelas muitas estrelinhas que salpicavam a imensidão do universo, passeavam-se vagarosamente imensos rolos de fumo.

Era um fumo que se misturava com a candura do espaço celeste.

Era o fumo dos cigarros fumados por Deus.

Sim, porque Deus também fuma.

Foi Ele que me disse.

Só que o fumo dos cigarros fumados por Deus, é cândido.

É puro.

É imaculado.

São só finíssimas partículas expelidas pela combustão do seu ardente Amor pelos Homens da Terra.

Já o fumo dos cigarros que eu fumo, é negro.

É um fumo sombrio e que arrasta a vida para as trevas do desconhecido.

Mas desconhecida não ficou aquela noite de 16 de Dezembro de 2005.

Foi uma noite, que por ser de noite, se cantou o fado.

Foi uma noite vestida de volumptuosos xailes, brilhantes lantejoulas e também por reluzentes reflexos derramados pela luz terna e meiga da minha amante, a Lua. "

Aposto que ainda lhe pagam por cima.

E se quereis outra peróla , basta ler o relato do 5º Concerto de Solidariedade , em que este descreve o pianista da seguinte forma :

"Miguel Oliveira, pianista, sem preocupação de traje - o traje está na arte que veste o artista - apresentou-se com uma acentuada curvatura de espinal." LINK (para a ler o relato completo do referido concerto e a pedido de várias famílias)

Ora tomem lá, palavras para quê... Isto é um Hospital EPE.

6 comentários:

bê disse...

pois, também eu estou aqui com uma «acentuada curvatura na espinal»...de tanto rir.
"atão" não dizem que a saúde não é
apenas a ausência de doença?
pois então, é fado também.
é poesia, é ARTE!
.......kirreal.

Menina Idalina disse...

Olhe, eu tive uma epifânia.
O JC fuma tabaco e o sr. deve ser outra substância qualquer, para ter tal alucinação. Dá inclusivamente um novo valor, simbólico e cultural, à frase " Tás com a lua" que a partir de agora, passa a significar - "tás com a amante".
Estou mortinha para ver o relato da Festa de Natal.

Sr.Valter Ego disse...

É preciso muito cuidado com esses textos cheios de metáforas pujantes.Bastava ele ter escrito com um milímetro mais de força e tinha-me escavacado o monitor.

Menina Idalina disse...

Escavacava o monitor que era a cores, embora as teclas do piano, fossem brancas e pretas .

Carlos disse...

Menina Idalina,

O reencontro casual com estes "escritos" que me oferecem a sopinha, algum conduto e os cigarritos que vou fumando, os tais que enegrecem a luz da minha amante, a Lua, por tão bem recriados pela Menina, provocaram-me uma saudável sensação de existência.
Até o coração sorriu. Um "xicuração" do escriba...

menina pandora disse...

Experiência: 1, 2, 3...