16/08/06

ALELUIA


"Segundo o director do Laboratório de Expressão Facial da Emoção (FEELab), Freitas-Magalhães, responsável pelo estudo, que decorreu entre 2004 e 2006, "os heroinómanos têm défices cognitivos na identificação das emoções básicas" - alegria, tristeza, surpresa, medo, cólera e aversão.

O estudo incidiu sobre o período mais grave de abstinência, que ocorre entre as 24 e as 72 horas sem consumo de droga, e revelou que os toxicodependentes nessas condições apresentam confusão mental e pouca capacidade de reconhecer emoções."

De acordo com Freitas-Magalhães, esta descoberta "tem implicações ao nível dos profissionais de saúde que lidam com estes doentes", uma vez que "muitas vezes utilizam determinadas expressões para os motivar, quando na realidade os doentes não estão a perceber nada".


FINALMENTE DESCOBRIRAM E FOI UM PORTUGUÊS O AUTOR DA PROEZA.

AINDA BEM QUE ELES SE LEMBRARAM DE ESTUDAR QUE OS TOXICODEPENDENTES A RESSACAR NÃO PERCEBEM NADA. NINGUÉM AINDA SABIA.

À CONTA DESTA IGNORANCIA , É QUE OS TÉCNICOS DE SAÚDE DURANTE A RESSACA FAZIAM CARETAS, DE FORMA A MOTIVÁ-LOS A DEIXAR O CONSUMO.

A SITUAÇÃO, EM SI, ERA DESAGRADÁVEL PORQUE MUITA GENTE PERGUNTAVA SE AQUILO ERA UM TIQUE E TINHA-SE SEMPRE DE ESTAR A DIZER , QUE NÃO, ERA MOTIVAÇÃO MESMO.

FIQUEI MESMO ALIVIADA COM ESTE ESTUDO, PORQUE ASSIM, POUPA-SE IMENSAS "MOAFAS" E RUGAS DESNECESSÁRIAS.

4 comentários:

Sr.Valter Ego disse...

Quem é a assessora do Sr.Freitas-Magalhães? Lili Caneças?

Menina Idalina disse...

A China Jardim é que é a sua assessora. Mas, sei de fonte limpa que este vai fazer novo estudo sobre a razão que se bufa quando se fuma.

Sr.Valter Ego disse...

E a propósito de estudos,um recentemente feito pelo Banco de Portugal conclui que os pobres têm um fraco poder de compra.

Menina Idalina disse...

Ora, esse estudo é velho e foi feito pela Antonieta e o Vitor Constâncio. E também sei que o Psicólogo deste estudo, não entrou para o Banco de Portugal porque não sabe fazer contas de dividir