11/11/08

Investigações

O Ministério Público teve conhecimento das ligações estreitas entre o BPN e o Banco Insular de Cabo Verde em 2007, quando investigou movimentos de crédito suspeitos entre as duas instituições, revelou à Lusa fonte do grupo Sociedade Lusa de Negócios (SLN), segundo notícia que hoje saiu no DD.

Quanto mais se sabe pior eu fico .

Mas, será que andou tudo a dormir, ou será que todos sabiam mas não queriam incomodar os senhores que lhes davam empregos e reformas douradas, ou será ainda que esta nacionalização de um banco falido corresponde a mais uma ajudinha sócretina a seus amigos do "blocão central".

E ninguém vai preso e ninguém é responsabilizado.

A Impunidade em Portugal tem livre trânsito para estes senhores.

2 comentários:

estamos de tanga no país da treta disse...

Pois, se fosse algum pobre, que devesse uma 'pestana' da prestação da casa, era logo cangado.

Menina Idalina disse...

Estamos de tanga : eles nunca ficam prejudicados