09/06/08

Back to basics

O petróleo continua a aumentar. Os senhores do mundo reunem-se e só se assustam porque a crise social alastra e com ela a contestação social. Intolerável, onde já se viu . São pespinetas estes pobres, falta-lhes griffe para sofrerem calados.

Por cá , manifestações , greves e grande contestação social. São também pespinetas mas adeptos dos "brandos costumes" e da selecção. Por enquanto estamos bem ....

O Governo apela ao bom senso dos trabalhadores, o Manel faz comícios poéticos, a Manuela não se sabe, se foi ter com o neto ou se rodeada de barões não vê para além da Rua de S. Caetano, o Jerónimo e o Xico continuam a malhar neles e o zé-povinho aguenta a pagar isto tudo.

O Menino de Ouro diz que não quer saber da contestação social, só quer saber de argumentos . Seja ! Quando cair de podre e passar a ser o "menino de papelão do PS" logo perceberá que devia ter tido atenção à contestação . É um argumento.

Até lá " Back to basics "

4 comentários:

Isabel Magalhães disse...

A pobreza da imagem é uma pobreza remediada. Pobreza pobreza seria o rolo enfiado num cordel e pendurado num prego espetado na parede.
Com porta-rolos cromado ainda se insere num escalão alto do IRS, - pelas contas do nosso salvo seja sr sousa.

Menina Idalina disse...

Nops . O porta -rolo cromado foi comprado com um empréstimo bancário , e agora irá ser alvo de penhoras, por não ter sido paga a prestação mensal.
I. Falamos da classe média que cá no burgo está perfeitamente proletarizada. Mais um aninho de sr. Sousa e venderá ao banco o porta rolo cromado e ficará com o cordelinho de papel.

carrasco disse...

Pode ser que alguém se lembre de fazer uma trança com os cordeis e pôr o baraço ao pescoço do sousa.

Moita disse...

Carrasco o Moita está contigo.